Veja como evitar que o WhatsApp compartilhe os dados confidenciais de você com o Facebook

O WhatsApp mudou os termos de serviço para usar os dados dos usuários também no Facebook, empresa que detém o mensageiro desde 2014. A alteração requer a aceitação automática do documento permitindo o compartilhamento das suas informações na rede social. No entanto, a medida não é obrigatória.

Seja ao ver o aviso de mudança dos termos pela primeira vez, seja depois de aceitar, é possível optar por ficar de fora da “oferta” da rede de Mark Zuckerberg e impedir que seus dados saiam do WhatsApp. Se você ainda não concordou com os novos termos de serviço do aplicativo, é bem simples. Basta clicar em “Leia Mais” e desmarque a opção “Compartilhar minhas Informações de Conta do WhatsApp com o Facebook”.

Caso você já tenha clicado em “Concordo”, há ainda uma forma de negar acesso ao Facebook. Veja como.

No Android.

1 Passo – Abra o WhatsApp para Android e acesse o menu do app. Em seguida, toque em “Configurações”.

2 Passo – Acesse o menu “Conta” e localize o item “Compat. Dados da Conta”. Toque na chave ao lado para desativar a função.

3 Passo – Um texto no pop-up irá abrir com uma mensagem pedindo a confirmação da mudança. Toque em “Não compartilhar” e veja a confirmação na tela.

No iPhone.

1 Passo – Abra o WhatsApp para iPhone e acesse o menu “Ajustes” na barra inferior e vá até a opção “Conta”. Em seguida, localize abaixo “Compat. Dados da Minha Conta”.

2 Passo – Toque na chave ao lado para desativar a função e confirme sua escolha no menu do rodapé, em “Não compartilhar”.

3 Passo – Caso você tenha acabado de receber a notificação de mudança de termos de uso, não toque em “Aceitar”. Em vez disso, expanda a lista “Leia mais”. Em seguida, vire a chave em destaque para não compartilhar os seus dados – a dica também vale para usuários de Android.

O que muda ao deixar de compartilhar.

Ao impedir que o WhatsApp compartilhe seus dados com o Facebook, nada muda na experiência que você já conhece no mensageiro. Já na rede social, a garantia é de que suas conversas não sejam rastreadas em busca de mensagens interessantes para anunciantes – é o que Zuckerberg chama de “personalização”, mas com a qual nem todo mundo se sente confortável.

Segundo Zuckerberg, a iniciativa visa obter insights para combater spam e melhorar anúncios e não pretende vender seu histórico de mensagens – ao menos não diretamente.

Compartilhamento acontecerá mesmo assim.

Apesar da possibilidade de desautorizar o compartilhamento, o termo de serviço deixa claro que, independente de escolha do usuário, dados como o número de telefone que as pessoas utilizam para se registrar no WhatsApp e de quando e como utilizam os serviços serão compartilhados para que as empresas possam entender a utilização desses serviços e, a partir daí, criar mecanismos de proteção, por exemplo.

De acordo com a assessoria do WhatsApp, a integração maior com o Facebook facilitará a identificação de usuários que abusam de spam, pois com o compartilhamento do número usado no WhatsApp com o Facebook será possível encontrar o usuário na maior rede social do mundo e assim banir sistematicamente as contas.

 

 

Fonte: Jornal O SUL – www.osul.com.br